Principal Calendário Fale Conosco Outros Sites Mapa do Site
 Busca 
Pesquisas Conjunturais Últimas Notícias         Imprimir         Enviar por E-mail      Baixar Arquivo no Formato PDF
  Mês/Ano  
Ver tabelas

JUNHO 2018

Vendas do comércio goiano cresce 0,2% em junho

De acordo com dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC/IBGE), o volume de vendas do comércio varejista goiano na série com ajuste sazonal, ou seja, comparado ao mês anterior, apresentou estabilidade (0,0%) em junho de 2018. Nesta mesma métrica, o Brasil registrou taxa de -0,3%. Na passagem de maio para junho de 2018, as vendas no comércio varejista recuam em 12 das 27 Unidades da Federação, dentre as quais apresentaram as piores taxas: Roraima (-3,1%), Pernambuco (-2,2%) e Amazonas (-1,8%). Por outro lado, Mato Grosso do Sul (2,8%), Maranhão e Pernambuco (ambos com 1,6%) registraram os maiores aumentos nas vendas nesta comparação, conforme Gráfico 1.

Frente a junho de 2017, o volume de vendas do comércio varejista goiano cresceu, 0,2%. Nesta comparação o comércio varejista nacional assinalou expansão de 1,5%, décima quinta taxa positiva consecutiva nessa comparação. Em junho houve aumento no volume de vendas do comércio varejista em 23 das 27 Unidades da Federação, com destaque positivo, em termos de magnitude de taxa para Acre (9,7%), Paraíba (8,8%) e Espírito Santo (8,3%). Por outro lado, Distrito Federal (-5,9%), Pernambuco (-3,7%) e Amapá (-3,6%) registraram as piores taxas na métrica. Gráfico 2.

Na Tabela 1 é apresentado os dados do comércio goiano por segmentos referente ao volume no mês de junho de 2018. O segmento de Outros artigos de uso pessoal e doméstico foi o que registrou a maior variação positiva, 13,5% em relação a junho de 2017. Esse setor vem apresentando sinais de recuperação, os quais podem ser observados na comparação da taxa acumulada do ano com a taxa acumulada em 12 meses, que apresentam taxas de 8,4% e -3,6% respectivamente. O setor que mais tem se destacado nas comparações é o de eletrodomésticos, que apresentou taxa de 6,7% em junho e já acumula 10,1% no ano de 2018 e 12,4% nos últimos 12 meses, sendo que nesses dois últimos são as maiores taxas das respectivas comparações dentre os segmentos analisados.

Em sentido oposto, os segmentos de Combustíveis e lubrificantes (-21,0), Livros, jornais, revistas e papelaria (-8,1%) e Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (-6,5%) foram os que apresentaram menores resultados na comparação de junho de 2018 com junho de 2017. Esses segmentos ainda apresentam as piores taxas do ano de 2018 (-13,1%, -15,9% e -12,0% respectivamente) e também dos últimos 12 meses (-20,6%, -19,2% e -9,3% nesta ordem). As taxas do primeiro segmento está atrelada ao crescente preço dos combustíveis nos postos de gasolina, que em Goiânia já ultrapassam a casa dos R$ 4,70 (litro da gasolina). O segundo segmento é altamente afetado pela troca de jornais e revistas impressos pela tecnologia, a qual cresce de maneira exponencial. Já o último, está relacionado com a diminuição de escritórios em todo país, desde a generalização da crise, que teve seu auge em 2016.

O comércio varejista Ampliado goiano registrou para o volume de vendas variação de -4,1% contra junho de 2017. O resultado do mês de junho de 2018 foi impactado, pela perda de ritmo tanto nas vendas de Veículos, motos, partes e peças (-14,1%) e pelo baixo crescimento no segmento Material de construção (0,2%). No acumulado do ano, o comércio varejista ampliado apresenta variação negativa de -0,5% e -4,2% nos últimos doze meses.

O volumes de vendas tanto de Goiás, quanto do país em geral tenderão a aumentar nos próximos meses, dado o fim da greve dos caminhoneiros e a retomada no setor da indústria. Além disso, a retomada da economia em nível estadual e nacional corroborarão para o bom andamento não apenas do setor de comércio, mas também industrial e de serviços.

 

Tabela 1 - Variações (%) do volume de vendas do Comércio Varejista Restrito e Ampliado- Brasil e Goiás -  junho/2018

 

 

Atividades

Interanual*

Acumulado

no ano*

Acumulado

12 meses **

 

 

Varejo - Brasil

1,5

2,9

3,6

 

 

Varejo -Goiás

0,2

-2,6

-5,6

 

 

Combustíveis e lubrificantes

-21,0

-13,1

-20,6

 

 

Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo

3,1

-5,4

-8,5

 

 

Hipermercados e supermercados

4,4

-5,3

-8,4

 

 

Tecidos, vestuário e calçados

0,5

-0,9

-4,0

 

 

Móveis e eletrodomésticos

6,1

8,6

10,7

 

 

Móveis

5,4

7,0

8,6

 

 

Eletrodomésticos

6,7

10,1

12,4

 

 

Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos

8,0

6,7

6,4

 

 

Livros, jornais, revistas e papelaria

-8,1

-15,9

-19,2

 

 

Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação

-6,5

-12,0

-9,3

 

 

Outros artigos de uso pessoal e doméstico

13,5

8,4

-3,8

 

 

Varejo Ampliado - Brasil

3,7

5,8

6,7

 

 

Varejo Ampliado - Goiás

-4,1

-0,5

-4,2

 

 

Veículos, motocicletas, partes e peças

-14,1

6,3

-3,6

 

 

Material de construção

0,2

-5,3

-7,6

 

 

Elaboração: Instituto Mauro Borges/Segplan-GO/ Gerência de Contas Regionais e Indicadores 2018.

*Base igual período do ano anterior

**Base igual período anterior

 

 

 

Tabela 2 - Variações (%) da receita nominal do Comércio Varejista Restrito e Ampliado - Brasil e Goiás – junho/2018

Atividades

Interanual*

Acumulado

no ano*

Acumulado

12 meses **

Varejo - Brasil

5,4

4,1

3,4

Varejo -Goiás

3,8

-1,3

-5,5

Combustíveis e lubrificantes

-1,1

1,5

-11,8

Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo

2,1

-8,2

-12,2

Hipermercados e supermercados

3,3

-8,1

-12,0

Tecidos, vestuário e calçados

2,6

1,3

-1,3

Móveis e eletrodomésticos

9,2

10,0

11,1

Móveis

9,1

9,5

10,4

Eletrodomésticos

9,2

10,6

11,3

Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos

9,7

9,6

9,1

Livros, jornais, revistas e papelaria

-5,6

-13,4

-16,9

Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação

-8,8

-16,9

-17,1

Outros artigos de uso pessoal e doméstico

15,4

9,9

-2,0

Varejo Ampliado - Brasil

6,7

6,6

6,1

Varejo Ampliado - Goiás

0,0

0,8

-4,2

Veículos, motocicletas, partes e peças

-10,2

8,0

-3,6

Material de construção

4,1

-4,2

-9,7

Elaboração: Instituto Mauro Borges/Segplan-GO/ Gerência de Contas Regionais e Indicadores 2018.

Base igual período do ano anterior

**Base igual período anterior

 

 

 



 


 

Equipe de Conjuntura IMB:

Dinamar Maria Ferreria Marques

Jalda Claudino

Rafael Reis Costa

Welington José de Souza Filho


Voltar Nosso site disponibiliza várias informações em novas janelas, portanto, desabilite sua ferramenta anti-popup.
IMB - Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos / SEGPLAN / Governo de Goiás - 6.163.530 Visitas
Av. República do Líbano nº 1945, 4º andar, Setor Oeste - CEP:74.125-125. Fone:(62)3201-6695 | (62)3201-6691 - E-mail: imb@segplan.go.gov.br